Webnode

Primeiramente, porque confio em Deus. Sei que Ele tem o que preciso.

 
Espero porque entendi que isso é o melhor a ser feito, uma vez que não tenho bola de cristal (ainda bem!) e desconheço meu futuro e as necessidades que virão com ele.
 
Espero porque Deus me ama, e para retribuir esse amor, pela fé, mostro para Ele que prefiro a vontade Dele à minha.
 
Espero porque Deus me chamou para pregar a santidade com a minha vida também.
Espero porque sei que Deus vai me surpreender.
 
Espero porque já cansei de pseudo-relacionamentos que não acrescentam nada em mim, além de dores, mágoas e frustrações.
 
Quando estou na solidão, triste e abatida, uma companhia vai bem, obrigada! Mas espero mesmo assim, pois, Deus colhe minhas lágrimas! Eu não choro em vão...
 
Espero porque sei que posso pôr tudo a perder com uma atitude errada, fora da vontade de Deus.
 
Espero porque não me vejo entregando meu corpo a outro homem que não seja meu esposo.
 
Espero porque Deus me fortalece quando deito na cama e penso em meu casamento abençoado pelo Senhor.
 
Espero mesmo quando não quero esperar, pois, meu coração não manda em mim!
 
Espero quando sou zuada e penso com o Senhor: “A gloria da minha espera é Tua!”
 
Espero porque não sei mais me comportar como desobediente, Aleluia!
 
Espero porque a dor da culpa seria algo terrível de viver.
 
Espero porque sei que na plenitude da realização da promessa do Senhor, darei testemunho de seu cuidado e fidelidade.
 
Esperar é mais do que um sentimento, é uma escolha de obediência.
 
Espero, porque te amo Senhor! Mais do que a mim mesmo.
 
No amor de Cristo,
E Esperando no Senhor,
@Rhanusia  // @TavaresBru 
 

    INTIMIDADE: Um clamor ao Coração de Deus

Texto base. 1Jo 2:13  Pais, eu vos escrevo, porque conheceis aquele que existe desde o princípio. 1Jo 2:14  Filhinhos, eu vos escrevi, porque conheceis o Pai. Pais, eu vos escrevi, porque conheceis aquele que existe desde o princípio. Jovens, eu vos escrevi, porque sois fortes, e a palavra de Deus permanece em vós, e tendes vencido o Maligno.
Introdução. Deus tem uma expectativa de relacionamento com cada faixa etária de maturidade na igreja.
1-A expectativa de Deus em relação aos recém nascidos na fé em termos de relacionamento1Jo 1:12 Filhinhos, eu vos escrevo, porque os vossos pecados são perdoados... Assim como sabemos que uma criança tem um comportamento egoísta e está sempre pedindo algo aos pais e vêem os pais como sustentadores e supridores, assim Deus sabe que os mais novos na fé terão este comportamento e enquanto Deus os supre os mantém satisfeito, mas no momento que falta algo, se acham no direito de exigir e reclamar. Aos filhinhos Deus anuncia que eles ganharam o perdão pelos seus erros. Esta informação é prioritária aos iniciantes na vida de fé bíblica.
2-A expectativa de Deus em relação aos jovens na fé em termos de relacionamento. 1Jo 2:14b Jovens, eu vos escrevi, porque sois fortes, e a palavra de Deus permanece em vós, e tendes vencido o Maligno. Deus sabe que este momento é de muitas guerras. É preciso vencer o Maligno. O jovem espiritual fica bastante absorvido pela luta que empreende contra os espíritos e as tendências ruins. Ao mesmo tempo ele fica vislumbrado com o poder do mundo espiritual e ainda não tem maturidade para um relacionamento profundo com verdadeiro conhecimento de Deus. È como um jovem natural vislumbrado pela vida, estudando, descobrindo o mundo sente-se tão forte que por vezes esquece que precisa do pai.
3-A expectativa de Deus em relação aos pais na fé em termos de relacionamento é intimidade1João 2:13  Pais, eu vos escrevo, porque conheceis aquele que existe desde o princípio. O sonho de Deus é que cada cristão atinja este nível. A bíblia repete duas vezes; “pais vocês CONHECEM aquele que é desde o princípio”. Para este nível de relacionamento não precisou muitas palavras, em duas oportunidades repetiu a mesma coisa, conhecer a Deus. Deus tem um desejo de ser conhecido intimamente pelos seus filhos. As outras faixas etárias devem ser transitórias. Ninguém deveria estacionar na fé ainda bebê. Ninguém deveria atingir a juventude da fé e permanecer a vida inteira lutando com o maligno como em uma luta braçal. Muitos acham que é grande maturidade ficar envolvido em guerra o tempo todo caindo e levantando, isto é indício de juventude espiritual. Ter maturidade de pai na fé não é conhecer o Maligno, é conhecer a Deus. É dever de todo o cristão não ignorar os desígnios de Satanás 2Co2:11, porém este não é o maior objetivo, o maior objetivo é conhecer a Deus.
4-A busca de Deus por pessoas que queiram intimidade. Deus Olha atentamente, Deus procura sobre a terra para ver se alguém entendeu o que ele quer. Salmos 53:2 Do céu, olha Deus para os filhos dos homens, para ver se há quem entenda, se há quem busque a Deus. Intimidade vem com convivência. Você convive com Deus? Sabemos que intimidade é algo que depende das duas partes... Não basta somente Deus buscar ser íntimo do homem, o homem também tem que buscar intimidade com Deus. Mas, COMO TER ESSA INTIMIDADE ? Deus tem buscado do homem, intimidade, Ele quer que passemos um tempo diário com Ele, como Adão passava antes de sua queda, Ele quer contemos a ele os nossos desejos, sonhos e segredos mais profundos. Gn 3: 8 Quando ouviram a voz do SENHOR Deus, que andava no jardim pela viração do dia, esconderam-se da presença do SENHOR Deus, o homem e sua mulher, por entre as árvores do jardim.9 E chamou o SENHOR Deus ao homem e lhe perguntou: Onde estás? Deus perguntou a Adão “onde estás”? Deus tem perguntado isto a muitas pessoas que andam ocupadas demais para ter intimidade com Ele. Quando você se enrola na vida e não busca a Deus esta frase ecoa no universo, filho, onde você está? Senti sua falta! Nós tínhamos um encontro, lembra? O que aconteceu? Você não gosta mais de falar comigo? Onde você está?
a)Deus teve prazer em falar de Abraão, seu amigo. Isaías 41:8 Mas tu, ó Israel, servo meu, tu, Jacó, a quem elegi, descendente de Abraão, meu amigo.
b)Deus teve prazer em falar de Moisés com quem conversava frente a frente. Êxodo 33:11  Falava o SENHOR a Moisés face a face, como qualquer fala a seu amigo.
c)Deus teve prazer em falar do relacionamento com seu filho Jesus. Lc 3:22  e o Espírito Santo desceu sobre ele em forma corpórea como pomba; e ouviu-se uma voz do céu: Tu és o meu Filho amado, em ti me comprazo.
Conclusão. Será que Deus poderá falar com prazer a respeito do relacionamento conosco? Deus está procurando nesta região para ver se há alguém que entenda seu coração, para ver se alguém se propõe a ter intimidade com ele. Ele Encontrou isto em você? Espero que sim! Amém!
Vanderlei Cardoso, pastor

INTIMIDADE COM DEUS

 

  A intimidade com Deus vem através de um diálogo franco e sincero com Ele  , muita das vezes existem pessoas que passam por lutas e não conseguem vencer  pois Deus fala com ela , e ela não consegui ouvir, justamente por causa dessa falta de intimidade com Deus. Até a oração de quem tem intimidade com o Pai é diferente, é aquela oração com autoridade no que fala, sem ter medo de não ser atendida pois ela tem a certeza que Deus é com ela , quanta das vezes você já orou:” Há meu Deus fala comigoo!”, mais várias vezes Deus tem tentado falar com você , mais por está tão distante e nem consegui  ouvir  mais.
  Um dos significados da palavra intimidade é, viver na convivência  com alguém , quando Deus se torna seu intimo ele passa a  mostra as atitudes  que você tem que tomar , o momento que devis falar [...],talvez  você faz de qualquer pessoa o seu amigo intimo , talvez você deposita  nessa pessoa toda a sua confiança e ela nem te corresponde ou até mesmo é aquele amigo  falsa contigo ; Deus tem que ser o nosso amigo, companheiro , aquele que no qual devemos depositar toda nossa  confiança e liberdade para poder agir em nossas vidas.
    Quem tem intimidade com Deus , sabe disso, pois da mesma forma que o filho reconhece o seu pai e vice-versa , aquele que é filho de Deus , não apenas uma criatura, conhece o seu Pai ; pois ele sempre está disposto a ouvir a voz  d’Ele.
  Observação do Obreiro Sávio rsrs: Quando agente tem intimidade com Deus , fica fácil reconhecer sua voz.

 Como servi ao Senhor com Liberdade

COMO SERVIR AO SENHOR COM LIBERDADE

 

Sl 40.6-10

A libertação da escravidão do pecado, é o que nos leva a experimentar a graça. A graça nos leva a experimentar a libertação do pecado.

Este Salmo fala de livramento. É o cântico de quem se viu liberto da pior aflição, da maior tribulação e aperto, e agora sentido-se livre dispõe-se a servir. Quer declarar a todos sua nova condição e quer anunciar sua nova vida, sua nova disposição. Ele tem uma missão, que é falar a todos sua nova alegria e motivação. O texto é maravilhoso. Ele anda, flui em cada palavra.
Nos versos que lemos, após o testemunho de sua libertação, o autor fala de sua nova caminhada, sua nova forma de ver a vida. Ele não está mais preso, e faz um voto de fidelidade ao seu novo senhor. Ele foi tirado, resgatado das mãos de um Senhor tirano e terrível (v.1), é colocado em uma nova posição (v.2), Tem uma nova forma de viver (v.3), declara a importância do Senhor em sua vida (v.4) e fala do desejo de contar a todos a novidade que está experimentando (v.5). Os versos seguintes descrevem suas novas atitudes. São atitudes existênciais e vivenciais, frutos de sua experiência.
Destes versos podemos tirar lições preciosas de como viver nossa vida, depois que fomos libertos pelo poder do Senhor Jesus. Depois que experimentamos a libertação do pecado, através da obra da Cruz. Vejamos as lições que o texto nos ensina:

1 - DEIXE QUE DEUS SEJA O TEU SENHOR V. 6
“...minhas orelhas furaste”
 . Uma expressão que indica a obediência e submissão. Baseada na lei do escravo livre (Ex 21.6). Esta é atitude de reconhecimento do senhorio do Senhor. A pessoa foi cativada, ela se coloca na posição de servo de seu novo Senhor. Ela passa a servir ao Senhor, não porque os outros servem, mas por que ela decidiu servir.
Aplicação: Não faça as coisas porque os outros estão fazendo. Tenha você sua convicção. Tenha você sua fé. Tenha personalidade. Adore a Deus como ele lhe pede.
2 - DISPONHA-SE AO SENHOR. V.7
“ eu disse: aqui estou....”

Esta é a disposição do liberto. Antes eles estava preso ao pecado. Cativo, prisioneiro das forças escravizadoras do diabo, mas vendo-se liberto, ele quer se dispor ao Senhor. Quer testemunhar, quer servir..quer fazer algo.
Aplicação: Muitas pessoas tem medo de se envolver. As vezes pelas experiências que já tiveram. Pelas feridas que trazem. Na vida com Jesus, no evangelho, na igreja, você não será mandado, não será explorado. Jesus traz libertação. Pregamos a verdade e Jesus disse que “a verdade liberta”. Disponha-se, a fazer mais para o Senhor através da igreja. Não se esconda....quando o Senhor te chamar diga: aqui estou...
3 - BUSQUE SEMPRE A VONTADE DO SENHOR V.8
“...agrada-me fazer a tua vontade, ó Deus meu...”
Ele avança no seu testemunho-resolução, e faz questão de dizer que não está sendo forçado. Ele não foi coagido, constrangido. Ele não está sendo obrigado a fazer a vontade de Deus. Ele foi tocado pela graça, experimentou a graça, viver a graça e quer fazer a vontade do Senhor por amor. Ele não quer mais coordenar sua própria vida, ser independente, autônomo, dono do próprio destino.
Aplicação: Não queira ser independente. Jamais faça a sua vontade própria. Muitos querem coordenar a sua vida. Querem ir sem Deus ter mandado, querem fazer algo sem que Deus tenha pedido. Fazem seus próprios planos sem que o Senhor esteja envolvido. Jesus disse “ a minha comida é fazer a vontade do Pai” no Getsêmani ele disse: “não se faça como eu quero, mas como tu queres”.
4 - PRATIQUE A PALAVRA DO SENHOR V.8b
“...dentro em meu coração está a tua lei”
Ele está apaixonado pelo Senhor. Ele foi liberto da aflição e da destruição. Ele viveu a lie da morte, mas foi liberto desta lei. Ele descobriu a Lei do espírito e da vida. A Lei do pecado e da morte, fora vencida. A nova Lei o libertou da antiga Lei. Ele descobriu a graça. A nova Lei não escraviza. Não julga, não condena. A nova Lei absolve, justifica e salva.
Aplicação. A Palavra de Deus é nossa única regra de fé e pratica. Não estamos servindo a uma ideologia, não estamos servindo a um idéia, mas ao Senhor. A palavra existe para ser obedecida. Quem não segue a Palavra, ou não serve a Deus ou é desviado. A Bíblia diz: “lâmpada para meus pés é a tua Palavra...” Sl 105.119.
5 - ANUNCIE A PALAVRA A OUTRAS PESSOAS. V.9
“proclamei as boas novas de justiça na grande congregação...”

Tendo experimentado a libertação, ele não quer mais se calar. Aquele que vivia perdido, triste, amargurado, derrotado e sem rumo, agora quer falar pra todo sobre a nova realidade. Como dize aquela música – “eu vou falar pra todo mundo, vou falar pra todo mundo que eu só quero você”. Este é o sentimento deste homem.
Aplicação: Não seja um crente omisso. Não seja um crente calado. Você deve anunciar Jesus a outras pessoas. Fale, testemunhe, anuncie Jesus as pessoas.
6 - NÃO SE CALE COM RELAÇÃO À EXPERIÊNCIA DA GRAÇA. V.9b
“jamais cerrei os lábios, tu o sabes, Senhor...”
Veja a grandeza desta declaração. Ele desde que experimentou a nova vida, ele não se calou mais. Botou a boca no trombone, e falou, falou, testemunhou sua nova condição.
Aplicação: Existem pessoas que apenas vêem à igreja, ano após ano e não falam de Jesus, não anunciam sua nova fé, sua vida. . Jesus quer você participando. Participe trazendo pessoas, ofertando, dando idéias, estimulando, etc.. Abrindo sua casa para fazermos reuniões....
7 - DÊ BOM TESTEMUNHO V.10
“não ocultei no coração a tua justiça, proclamei a tua fidelidade e a tua salvação”.
Tendo experimentado a liberdade, sendo transformado pela Palavra ele não esconde sua nova vida. Ele guarda pra si. Ele não se envergonha de seu senhor. Ele não oculta sua nova fé.
Aplicação: Muitos não estão dispostos a dar bom testemunho. Querem ser crentes de qualquer maneira, de qualquer jeito. Querem ser independentes. Querem ser crentes autônomos.
8 - SEJA UMA PESSOA ABENÇOADA V.10b
“ não escondi da grande congregação a tua graça e tua verdade”
Este é sua nova casa. A congregação. Naquele tempo era o tabernáculo. Onde o povo se reunia para festejar ao Senhor. Ele não iriam mais viver isolado. Ele agora tinha um povo, o povo do Senhor. Ele que antes, vivera escondido, amargurado e derrotado, agora aprende o sentido de viver em comunidade, na comunidade e na comunhão. Ele, agora vive na benção, cercado de bençãos, mergulhado na benção. A benção é uma realidade em sua vida.
Aplicação. A benção de Deus precisa nos acompanhar. O crente não deve levar aquela vida de mendicância da benção. Sempre atrás de uma benção. Sempre perseguindo uma benção, mas deve ser perseguido pela benção (DT 28.2). Não pode viver a benção individualista. O abençoado, abençoa.

Uma pessoa abençoada influencia os outros. Uma pessoa abençoada muda os outros. Abençoa os outros. Um crente é acompanhado pela graça. Transborda graça, vive a graça. Transforma a graça em verdade na sua vida. Jesus nos tirou da prisão, da pior prisão. A prisão da desgraça. Agora, livres das correntes da desgraça, vivamos alegremente a graça do Senhor, desfrutemos a graça e festejemos para sempre a nova vida que o Senhor Jesus conquistou para nós na cruz.

Não Perca o Foco em Cristo

 

O foco na luta contra o pecado, pela salvação da nossa alma, deve estar em Deus. Devemos nos desprender do velho homem e focalizar Cristo como exemplo principal de obediência. Também temos outros bons exemplos de homens fieis que devem nos encorajar na jornada (Hebreus 11:4-12:3; Filipenses 3:17).

Infelizmente, muitos têm dificuldade de concentrar em Deus e acabam dando glória ao homem. Paulo, escrevendo aos irmãos em Corinto, os adverte a este respeito: “Eu, porém, irmãos, não vos pude falar como a espirituais, e sim como a carnais, como a crianças em Cristo. Leite vos dei a beber, não vos dei alimento sólido; porque ainda não podíeis suportá-lo. Nem ainda agora podeis, porque ainda sois carnais. Porquanto, havendo entre vós ciúmes e contendas, não é assim que sois carnais e andais segundo o homem?” (1 Coríntios 3:1-3).

Os irmãos em Corinto desviaram o foco da mensagem que Paulo e Apolo traziam, e focalizaram na pessoa deles (1 Coríntios 3:4). É triste quando pessoas se admiram tanto com os pregadores e acabam perdendo a essência da pregação. Paulo falou que isto é sinal de falta de crescimento espiritual, de mentes que ainda são carnais.

Pregadores que chamam a atenção para si não estão contribuindo na obra do Senhor, pelo contrário, estão levando seus ouvintes a ruína (1 Coríntios 3:11,17; Romanos 16:17-18).

Quando nosso foco é o Senhor, vamos saber aproveitar dos bons homens que ele nos concedeu, ouvindo a mensagem de Cristo (1 Coríntios 3:5-9).

Não percamos o foco.

O perfil de um jovem temente a Deus

 Como deve ser um jovem que vive debaixo do temos de Deus?
- Saudavel como Daniel, que não se contaminou com as ordens do rei;
- Forte como Davi, que lutou com o leão eo gigante e os venceu:
- Obediente como Samuel, que disse: "Fala Senhor, que teu servo ouve",
- Pronto para o serviço cristão como Isaias, que disse: "Eis-me aqui Senhor";
- Determinado como Josué, que disse: "Eu e minha casa serviremos o Senhor",
- Valoroso como Gideão e os seus 300 homens, que venceram os midianitas";
- Fiel como Paulo, que pode dizer: "Combati o bom combate, acabei a carreira e guardei a fé":
- Corajoso como Pedro e os apóstolos, que se importavam mais em obedecar a Deus do que aos homens.

Querido jovem, que voce possa estar sempre se espelhando nestes personagens da Bíblia, que nos ensinaram e ainda ensinam a como vivermos no temor a Deus, uma vida totalmente consagrada ao serviço do Rei.

Busque a sua santificação e consagre-se a Deus atravez da Sua palavra, que é o unico instrumento que nos traz a verdadeira edificação.
"Não seja sábio a teus próprios olhos; tema ao Senhor e aparta-te do mal". Pv. 3:7

VOCÊ SE CONSIDERA UM LEVITA? 

 

 

Muitas vezes os ministros de louvor e músicos evangélicos são chamados de "levitas". Tal costume não é muito antigo, mas parece que já está se tornando tradição. No Novo Testamento não temos referência a ministros de louvor nem a instrumentistas na igreja. Jesus disse que o Pai procura adoradores (João 4.24).

João 4.24

24 - Deus é Espírito, e é necessário que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.

O ensino apostólico, por sua vez, incentiva todos os cristãos a prestarem culto ao Senhor, com salmos, hinos e cânticos espirituais (Ef.5.18-20; Col. 3.16).

Efésios 5.18-20

18 E não vos embriagueis com vinho, no qual há devassidão, mas enchei-vos do Espírito,
19 falando entre vós em salmos, hinos, e cânticos espirituais, cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração,
20 sempre dando graças por tudo a Deus, o Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo,

Colossenses 3.16

16 A palavra de Cristo habite em vós ricamente, em toda a sabedoria; ensinai-vos e admoestai-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, louvando a Deus com gratidão em vossos corações.

De onde então vem o conceito de "levita"? Tomamos por empréstimo de Israel e do Velho Testamento. Originalmente, "levita" significa descendente de Levi, que era um dos 12 filhos de Jacó. Os levitas começaram a se destacar entre as 12 tribos de Israel por ocasião do episódio do bezerro de ouro. Quando Moisés desceu do monte e viu o povo entregue à idolatria, encheu-se de ira e cobrou um posicionamento dos israelitas. Naquele momento, os descendentes de Levi se manifestaram para servirem somente ao Senhor (Êx.32.26).

Êxodo 32.26

  26 pôs-se em pé à entrada do arraial, e disse: Quem está ao lado do Senhor, venha a mim. Ao que se ajuntaram a ele todos os filhos de Levi.

Daí em diante, os levitas se tornaram ministros de Deus. Dentre eles, alguns eram sacerdotes (família de Aarão) e os outros, seus auxiliares. Embora os sacerdotes fossem levitas, tornou-se habitual separar os dois grupos. Então, muitas das vezes em que se fala sobre os levitas no Velho Testamento, a referência se aplica aos ajudantes dos sacerdotes. Seu serviço era cuidar do tabernáculo e de seus utensílios, inclusive carregando tudo isso durante a viagem pelo deserto (Núm. capítulos.3, 4, 8, 18).

Naquele tempo, os levitas não eram responsáveis pela música no tabernáculo. Afinal, não havia uma parte musical no culto estabelecido pela lei de Moisés, embora as orações e sacrifícios incluíssem o sentido de louvor, adoração e ações de graças.

Muito tempo depois, Davi inseriu a música como parte integrante do culto. Afinal, ele era músico e compositor desde a sua juventude (I Sm.16.23).

I Samuel 16.23

23 E quando o espírito maligno da parte de Deus vinha sobre Saul, Davi tomava a harpa, e a tocava com a sua mão; então Saul sentia alívio, e se achava melhor, e o espírito maligno se retirava dele.

Então, atribuiu a alguns levitas a responsabilidade musical. Em I Crônicas (9.14-33; 23.1-32; 25.1-7),

I Crônicas 9.14-33; 23.1-32; 25.1-7

vemos diversas atribuições dos levitas. Havia então entre eles porteiros, guardas, padeiros e também cantores e instrumentistas (II Crônicas 5.13; 34.12).

II Crônicas 5.13

13 quando os trombeteiros e os cantores estavam acordes em fazerem ouvir uma só voz, louvando ao Senhor e dando-lhe graças, e quando levantavam a voz com trombetas, e címbalos, e outros instrumentos de música, e louvavam ao Senhor, dizendo: Porque ele é bom, porque a sua benignidade dura para sempre; então se encheu duma nuvem a casa, a saber, a casa do Senhor, 

II Crônicas 34.12

12 E os homens trabalhavam fielmente na obra; e os superintendentes sobre eles eram Jaate e Obadias, levitas, dos filhos de Merári, como também Zacarias e Mesulão, dos filhos dos coatitas, para adiantarem a obra; e todos os levitas que eram entendidos em instrumentos de música. 

Considerando o paralelo existente entre Israel e a igreja de Jesus Cristo, podemos até utilizar o nome "levita", embora não sejamos descendentes de Levi. Mas, se queremos assim considerar, então todos os que servem em qualquer ministério podem ser chamados "levitas". O levita é aquele que executa qualquer serviço ligado ao culto. O levita é simplesmente um servo e não alguém que esteja na igreja para ser alvo da glória humana.

Aqueles levitas, designados por Davi para o louvor, eram liderados por Asafe, Hemã e Jedutum, e tinham a tarefa de PROFETIZAR com harpas, alaúdes e saltérios (I Crônicas 25.1).

I Crônicas 25.1

1 Também Davi juntamente com os capitães do exército, separou para o serviço alguns dos filhos de Asafe, e de Hemã, e de Jedútum para profetizarem com harpas, com alaúdes, e com címbalos. Este foi o número dos homens que fizeram a obra: segundo o seu serviço: 

Nessa época, surgiu a maior parte dos salmos de Israel. Hoje, podemos testificar que aqueles levitas eram mesmo profetas. Através deles o Espírito Santo falava ao povo. Além disso, eram mestres no que realizavam (I Crô. 25.7).

I Crônicas 25.7

1 7 Era o número deles, juntamente com seus irmãos instruídos em cantar ao Senhor, todos eles mestres, duzentos e oitenta e oito. 

E nós? O que somos? Se queremos usar o nome de "levitas" precisamos nos dispor para o serviço e para caminhar em direção a um nível de qualidade excelente no ministério.

 

 

 


 Você tem uma escolha a fazer. Ou você é um jovem vencedor, da melhor qualidade, ou é um jovem derrotado e mundano. Jovens mundanos buscam sempre em primeiro lugar sua satisfação pessoal; são salvos, mas são extremamente egoístas. Suas orações giram em torno do que Deus pode fazer por eles, querem usar Deus para os seus propósitos pessoais em vez de serem usados por Deus para os propósitos D’Ele. Os jovens vencedores em contrapartida sabem que foram criados para um propósito, para uma missão. Acordam de manhã na expectativa de Deus poder usá-los naquele dia. São jovens que contagiam as pessoas ao seu redor, com sua fé e confiança em Deus. Que tipo de jovem você quer ser?

 

Para se tornar um jovem vencedor é preciso mudar a mentalidade e atitudes. E tudo começa mudando a mentalidade egoísta pela mentalidade altruísta. Comece pedindo ao espírito Santo que o ajude a perceber as necessidades das pessoas ao seu redor, principalmente as necessidades espirituais. Faça o que tem que ser feito por elas, seja servo das pessoas como Cristo nos ensinou. Outra coisa, substitua o pensamento imediatista pelo pensamento com perspectiva eterna. Isso vai evitar que dê importância excessiva a questões pequenas e o ajudará a distinguir entre o urgente e o eterno. Não troque sua vida por coisas temporárias, mas invista sua vida em vidas, invista sua vida em cumprir os propósitos de Deus. Por último, pare de pensar em desculpas para não servir a Deus e comece a pensar em formas de cumprir o Seu propósito. Você nasceu para adorar, viver em comunhão, ser semelhante a Jesus, servir as pessoas e exercer o ministério da reconciliação.

 

Qual dessas desculpas você tem usado nestes dias para não cumprir a vontade de Deus? Jacó era inseguro, José foi maltratado, Moisés gaguejava, Gideão era pobre, Davi teve um monte de problemas familiares, Pedro era explosivo, Zaqueu era indesejado pelas pessoas, Tomé tinha dúvidas, Paulo tinha saúde fraca e Timóteo era tímido. Aí está uma variedade de pessoas cheia de imperfeições e desajustes, mas Deus usou cada um deles para cumprir o Seu propósito.

10 RAZÕES PARA NÃO DESISTIR DE JESUS

 1° Crer na fidelidade de Deus nas Suas promessas e Palavras.

O caminho de Deus é perfeito e a palavra do Senhor refinada; e é o escudo de todos os que nele confiam.

II Samuel 22:31


2° Seja Perseverante em todo o tempo.

Mesmo quando se é ridicularizado, maltratado, procure crer e lembrar o que Jesus falou:

E odiados de todos sereis por causa do meu nome: mas aquele que perseverar até ao fim será salvo.

Mateus 10:22

 

3° Ter fé não importa a situação.

Pense na fé que Abraão teve, já com idade avançada, ele creu na promessa de Deus para sua vida. Talvez até tenha sido ridicularizado, mas ele creu, e assim conquistou o seu legado.

Porque eu a hei de abençoar, e te hei de dar a ti dela um filho; e a abençoarei, e será mãe das nações; reis de povos sairão dela.

Gn 17:16

 

4° Diante de qualquer questionamento, não temer, pois a bíblia mostra que Deus é um Deus que usa as coisas tolas para confundir as sabias. E justificado é a Sua Palavra.

Assim como foi com o profeta Amós, homem simples, mas que não temeu ao poderoso sacerdote Amazias.

E respondeu Amós, e disse a Amazias: Eu não era profeta, nem filho de profeta, mas boieiro, e cultivador de sicômoros. Mas o Senhor me tirou de após o gado, e o Senhor me disse: Vai, e profetiza ao meu povo Israel.

Amós 7: 14 e 15

 

5° Não se distanciar da Casa de Deus, não deixar de frequantar a casa do Senhor, não importa a situação.

Gosto de lembrar do livro de Rute, quando Elimeleque e sua esposa Noemi saem de Belém (que significa Casa do pão), e vão procurar alimento em outras terras.

E SUCEDEU que, nos dias em que os juízes julgavam, houve uma fome na terra: pelo que um homem de Belém de Judá saiu a peregrinar nos campos de Moabe, ele e sua mulher, e seus dois filhos: E era o nome deste homem Elimeleque, e o nome de sua mulher Noemi, e os nomes de seus dois filhos Malom e Quiliom, efrateus, de Belém de Judá: e vieram aos campos de Moabe, e ficaram ali.

Rute 1:1 e 2

Pense, o que encontrará longe da Casa do Pão? Sim, o que você fará longe da Casa de Deus?

6° Nunca temer o mal, Nunca temer o que poderá te acontecer.

 

“Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem.”

Romanos 12:21

 

 

7° Procure alcançar um objetivo especial na vida para vencer.

Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao que vencer darei eu a comer do maná escondido, e dar-lhe-ei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe.

Ap. 2:17

 

 

8° Não se afastar de Deus e crer que nada pode te afastar do amor Dele.

Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor!

Rm 8:38 e 39

 

9° Saber que Jesus veio resgatar a todos, sem exceção, inclusive você.

Porque o Filho do homem veio salvar o que se tinha perdido.

Mateus 18:11

 

10° Finalmente o maior de todos os motivos...

Nunca rejeitar um amor como o de Cristo, como este:

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

Jo 3:16

SER USADO X SER APROVADO

 Eu não quero somente ser usada por Deus. Quero ser aprovada!

Talvez você se assuste com tal afirmação. Continue lendo e permita-me explicar-lhe melhor.

Existe uma grande diferença entre ser usado por Deus e ser aprovado por Deus. É uma diferença tão grande, que chega a ser assustadora. Mateus 7:21-23 nos mostra uma cena onde Jesus tem um diálogo com pessoas que foram USADAS para operar milagres e maravilhas em Nome de Jesus. Leia cuidadosamente cada palavra, mesmo que você já conheça o texto. Lembre-se que os detalhes é que contém o tesouro escondido nessa passagem tão pouco pregada.

“Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E em teu nome não expulsamos demônios? E em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade”.

Talvez sua primeira reação seja: “Ah, eu já conheço este texto”; (esse é o erro de muitos cristãos hoje em dia). Mas Jesus, falando aos discípulos, lhes disse que esta cena aconteceria. E o mais assustador: Jesus não falou que alguns lhe dirão isto. Ele disse que muitos, naquele dia, lhe questionarão sobre os seus feitos, usando como argumento o fato de terem sido USADOS por Deus.

E o que isso tem a ver com instrumentistas, cantores, artistas plásticos, dançarinas, dentre outros, que usam formas de arte para adorar a Deus?
Ás vezes você está ministrando ao coração de Deus, quer seja tocando, cantando ou através de qualquer outra forma, já citada. E você consegue ver o agir de Deus. Você pode sentir o mover do Espírito Santo. Talvez você esteja fazendo algo e vendo as pessoas sendo abençoadas, curadas, restauradas. E então você vai embora pensando: “Que benção! Deus me usou!”. Mas o fato de Deus ter usado você (no caso, um vaso, canal para o Espírito Santo), não significa que tudo está bem dentro do seu coração! Infelizmente esta é a verdade e não conheço uma forma mais clara de dizê-la. Ser usado não significa ser aprovado. Talvez você pense: “Mas Deus não usa um vaso que não está santificado!” Deus USOU Faraó! Ele mesmo disse que o usaria para levantar Seu Nome e mostrar a Sua Glória! Deus usou Nabucodonosor! Deus usou a famosa mula de Balaão! Então, Deus usa sim! Você também já deve ter ouvido histórias em que pessoas incrédulas, iníquas, são ‘usadas’ por Deus para até mesmo falar com ‘cristãos’ que infelizmente não têm dado ouvidos a Deus. Deus usa incrédulos! Deus usa quem Ele quer!
No texto de Mateus, é inquestionável o fato de que aquelas pessoas tenham sido usadas por Deus. Elas operaram muitos milagres. Elas curaram. E não foi no nome delas mesmas. Foi no Poderoso Nome de Jesus. E aqueles que foram curados, receberam milagres, libertação de espíritos malignos pelo poder de Deus foram ricamente abençoados. E talvez saíram pensando: ‘Puxa! Fulano é uma benção! Deus o usou na minha vida para que eu fosse liberto, curado, etc’. Repito que ser USADO por Deus não significa que seu coração está correto perante o Espírito Santo, que tudo vê e tudo sonda.
Quando Deus te usa e pessoas são abençoadas, nunca é por sua causa, porque você ‘orou o suficiente’, ‘jejuou o suficiente’, etc... Sempre é por dois motivos: primeiro porque Ele é fiel à Palavra Dele, e segundo, por misericórdia das pessoas às quais você ministra; Ele honra aqueles que estão ali, sedentos para receber de Deus! Vemos pastores, ministros, etc, que são tremendamente usados por Deus e saem achando que são os mais ungidos!
Deus tem martelado esta palavra em minha mente: SER USADO NÃO QUER DIZER SER APROVADO.
Acredito que quando somos aprovados, conseqüentemente somos usados por Deus, pois estamos levando uma vida reta diante dos olhos do Senhor. Mas o contrário nem sempre é verdade. Ser usado não quer dizer que somos aprovados.
Paulo, em sua carta a Timóteo, deixa um conselho extremamente sábio e útil para nossas vidas nos dias de hoje. Ele não disse para que Timóteo se apresentasse a Deus como alguém USADO. Ele disse:
“Procura apresentar-te a Deus APROVADO, como obreiro que não tem de que se envergonhar...” (II Tm. 2:15).

Por isso concluo, dizendo que não quero somente ser USADA para ser benção na vida de outras pessoas, usando o precioso Nome de Jesus para operar milagres, e no último dia, ouvir: “Apartai-vos de mim!”. Não é esta a frase que quero ouvir de Deus. E sei que minhas atitudes fora dos ‘holofotes e luzes’, quando ninguém me vê, é que vão determinar qual a reposta que receberei de Deus. Eu quero ouvir: “Bem está, bom e fiel servo. Sobre o pouco foste fiel, sobre o muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor” (Mt. 25:23).

E para sermos aprovados, temos que seguir os passos de Jesus, irmos para a nossa cruz todos os dias e carregá-la, vivendo de um modo digno do nome que carregamos.
“Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me” (Lc. 9:23).

Que o Senhor te abençoe e imprima estas palavras em seu coração sedento!

COMO GANHAR SUA FAMILIA PARA JESUS - 4 PASSOS

 

 

Raabe foi uma prostituta que teve seu nome gravado no que costumeiramente chamamos de A GALERIA DA FÉ em Hebreus cap.11."Pela fé Raabe, a meretriz, não pereceu com os incrédulos, acolhendo em paz os espias" (Hb 11:31). Raabe conseguiu salvar toda sua família. E é com ela que vamos aprender um pouco.

 

 

 

O povo de Israel estava chegando à Terra prometida e havia recebido de Deus a ordem de destruir todos os povos (Dt 7:1-2). E Jericó era uma cidade fortemente murada, a maior daquela região. Mas estava condenada a destruição. Hoje poderia dizer que este mundo no qual vivemos é uma grande Jericó. E que um dia será destruída. Pois já saiu a sentença: Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão (2 Pe3:10).
Josué envia 2 espias a Jericó (Js 2:1). E Raabe os acolhe e esconde (Js 2:4). Daqui vamos tirar as lições de como salvar a nossa família da destruição.

 

 

 


Passo 1: Ela ouviu falar das grandezas e do poder de Deus e creu(Js 2:8-11). É necessário ouvir o Evangelho e crer que é a Palavra de Deus (Rm 10:14, 17). Muitos ainda não creram apesar de terem ouvido (Rm 10:16). A Escrituras nos declara: Crê no Senhor Jesus e será salvo tu e tua casa (Atos 16:31).

 

 

 


Passo 2: Ela tomou um a atitude mediante a sua fé (Js 2:2-8). Ao esconder os espias de Israel, Raabe corria o risco de perder a sua vida, se os soldados de Jericó descobrissem. Tomar atitude de fé muitas vezes exige risco. Risco de ser ridicularizado, risco de perder amizade, emprego, etc. Mas quando se tem a convicção da grandeza e do poder de Deus não tememos. Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça. Eis que, envergonhados e confundidos serão todos os que se indignaram contra ti; tornar-se-ão em nada, e os que contenderem contigo, perecerão. Buscá-los-ás, porém não os acharás; os que pelejarem contigo, tornar-se-ão em nada, e como coisa que não é nada, os que guerrearem contigo (Is 41:10-12).

 

 

 


Passo 3: Ela intercedeu pela sua família (Js 2:12-14). Aqueles homens representavam o povo do Deus de Israel. Então ela pediu pela salvação dela e de sua família. Para que ficassem livres da destruição que aconteceria naquele lugar. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos (Tiago 5:16b). Porque toda a criatura de Deus é boa, e não há nada que rejeitar, sendo recebido com ações de graças. Porque pela palavra de Deus e pela oração é santificada (1Tm 4:4-5).

 

 

 


Passo 4: Ela testemunhou da grandeza e do poder de Deus. Isto está implícito no fato de toda a família dela estar reunida dentro de sua casa (Js 6:22-24). A bíblia não diz quanto tempo eles permaneceram dentro daquela casa. Mas podemos afirmar que foi no mínimo 7 dias. Este foi o número de dias que Israel rodeou a cidade de Jericó. Agora, porque aquele povo permaneceu dentro daquela casa por um período tão longo? Por causa do testemunho que Raabe havia dado à sua família. Ela testemunhou do poder de Deus, da iminente destruição daquela cidade, do acontecimento com os espias e da promessa que eles haviam feito de dar vida.
Assim deu Josué vida à prostituta Raabe e à família de seu pai, e a tudo quanto tinha; e habitou no meio de Israel até ao dia de hoje; porquanto escondera os mensageiros que Josué tinha enviado a espiar a Jericó. (Josué 6:25). Da mesma forma Jesus veio para dar vida e vida com abundância (Jo 10:10).

 

 

A benção da sua família começa por você. Então dê os passos necessários... 

 

Restaurando a comunhão quebrada!

Em II Co. 5:18 diz Mas todas as coisas provêm de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Cristo, e nos confiou o ministério da reconciliação;
Sempre vale a pena restaurar Relacionamentos.
Uma vez que o importante é amar, Deus quer que valorizamos relacionamentos. Pais com filhos, Cônjuges, entre familiares e entre amigos.
Os nossos pecados nos separou de Deus, e Deus com seu Filho Jesus nos resgatou e restaurou a comunhão quebrada.
Sem o Senhor Jesus é impossível restaurar qualquer comunhão.
Deus através de seu Filho Jesus quer que sua família seja reconhecida pelo o amor Rm. 5:5 e a esperança não desaponta, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.
Como restaurar relacionamentos quebrados?
A Bíblia nos dá Sete passos para restaurar a comunhão.
1 – Fale com Deus antes de Falar com as pessoas. Tg. 4:1,2 diz e a esperança não desaponta, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.
2 – Tome sempre a iniciativa. Mt. 5: 23, 24 diz Portanto, se estiveres apresentando a tua oferta no altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai conciliar-te primeiro com teu irmão, e depois vem apresentar a tua oferta.
3 – Tenha compaixão pelos sentimentos dos envolvidos. Fl. 2:4 diz não olhe cada um somente para o que é seu, mas cada qual também para o que é dos outros.
4 – Confesse sua parte no conflito. Mt 7:5 diz Hipócrita! tira primeiro a trave do teu olho; e então verás bem para tirar o argueiro do olho do teu irmão.
5 – Insista contra o problema, não contra a pessoa. Pr. 15:1 diz A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira.
6 – Coopere tanto quanto possível. Rm .12:18 diz Se for possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens.
7 – De ênfase a reconciliação, não a solução. Mt. 5: diz Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus.
 
A Reconciliação se atém ao relacionamento, enquanto a solução se atém ao problema. Quando focarmos á reconciliação, o problema perde a importância e não raro se torna irrelevante.
Espero que este conselho te ajudei a melhorar seus relacionamentos porque isso sim é viver com propósitos.
Quando você praticar essas verdades se cumprirá em você o seguinte Is. 60: 1, 2 Levanta-te, resplandece, porque é chegada a tua luz, e é nascida sobre ti a glória do Senhor. Pois eis que as trevas cobrirão a terra, e a escuridão os povos; mas sobre ti o Senhor virá surgindo, e a sua glória se verá sobre ti.
Deus te abençoe ricamente
 
 

Frutos do Espírito

 
 O que é o fruto do Espírito Santo?



Em Gálatas 5:22-23 nos diz: "Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio..." O fruto do Espírito Santo é o resultado do Espírito Santo guiando a vida do Cristão. A Bíblia deixa bem claro que todo mundo recebe o Espírito Santo no momento que essa pessoa acredita em Jesus Cristo (Romanos 8:9; 1 Coríntios 12:13; Efésios 1:13-14). Um dos propósitos principais do Espírito Santo ao entrar na vida de um Cristão é de transformar aquela vida. É o trabalho do Espírito Santo de nos conformar à imagem de Cristo, fazendo-nos mais como Ele.
 
Os frutos do Espírito Santo estão em direto contraste com as obras da natureza pecaminosa em Gálatas 5:19-21: "Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já, outrora, vos preveni, que não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam." Gálatas 5:19-21 descreve a vida das pessoas, em proporções diferentes, quando elas não conhecem a Cristo e, portanto, não estão sob a influência do Espírito Santo. Nossa carne pecaminosa produz certos tipos de fruto (Gálatas 5:19-21), e o Espírito Santo produz outros tipos de fruto (Gálatas 5:22-23).




A vida Cristã é uma batalha entre as obras da natureza pecaminosa e os frutos do Espírito Santo. Como pecadores, ainda estamos presos a um corpo que deseja coisas pecaminosas (Romanos 7:14-25). Como Cristãos, temos o Espírito Santo produzindo fruto em nós e o poder do Espírito Santo disponível para vencer as ações da nossa natureza de pecado (2 Coríntios 5:17; Filipenses 4:13). Um Cristão nunca vai ser completamente vitorioso em sempre demonstrar os frutos do Espírito Santo. No entanto, é um dos propósitos principais de vida Cristã de progressivamente permitir que o Espírito Santo produza mais e mais de Seu fruto em nossas vidas – e de permitir que o Espírito vença os desejos pecaminosos que se opõem aos Seus frutos. O fruto do Espírito é com o que Deus deseja que nossa vida se pareça.... e com a ajuda do Espírito Santo, isso é possível!

 

Como Vencer o Pecado

 

 

 

Texto: "Ora, na vossa luta contra o pecado, ainda não

tendes resistido até ao sangue" (Hb 12.4).

Introdução: Vivemos numa luta intensa contra Satanás, o mundo

e a nossa natureza pecaminosa.

O nosso anseio como servos de Deus, é o de andar e viver

em santidade.

Mas, apesar de todo o nosso esforço de evitar o mal e o pecado

ainda assim,

vez por outra, acabamos cometendo o pecado.

1) QUAIS AS CAUSAS MAIS COMUNS QUE NOS LEVAM AO PECADO?
1- Falta de comunhão e intimidade com Deus.
2- Falta de meditação e conhecimento da palavra de Deus - Sl 119:11
3- Falta de vigilância espiritual - Mt 26:41
4- Subestimar o poder de Satanás - 1 Pe 5: 8
5- Falta de conhecimento de batalha espiritual e intercessão -

Tg 4:7; Ef 6: 10-12

2) O QUE PERDEMOS?
1- A alegria da salvação - Sl 51:12
2- A paz com Deus - Is 48:22
3- A comunhão com Deus - Is 59:2

3) O QUE O PECADO GERA?
1- Paralisação dos seus sonhos e projetos - Pv 28:13.
2- Medo, ansiedade, angústia, opressão, depressão etc.
3- Afastamento e separação de Deus - Is 59:2
4- Enfermidade e morte - Sl 32: 1-5
5- Complexo de culpa - Is 6:5

4) COMO VENCER O PECADO?
1- Tendo uma atitude de arrependimento (voltar atrás) - Lc 15:21
2- Confessando - Sl 51:2-4
3- Desejando uma vida pura e santa - Sl 51:10
4- Crendo no poder purificador do sangue de Jesus - 1 Jo 1:7

Conclusão: É preciso crermos que Jesus já venceu o pecado

por nós, e,

se estamos em Cristo não precisamos mais viver sob o jugo

 

de escravidão do pecado,

 

mas sim, buscando uma

vida cada vez mais pura e santa livre de todo o pecado.

 

 

 

 

 

 

 

Ser servo para tornar-se grande

 Marcos 10: 35 a 45

 Recebemos de Deus a incumbência de edificar uma igreja de vencedores, onde cada membro se torna um discípulo discipulador, um ministro da Palavra de Deus, alguém curado, liberto e capacitado e fazendo de cada casa uma extensão da igreja, alargando assim o espaço da nossa habitação. Deus quer que tenhamos o mesmo sentimento que houve em Cristo; Servir com o coração, ser servo! Somos conhecidos como família Penha, uma igreja de relacionamentos.

 

Este texto que lemos mostra-nos mais uma vez como o coração do homem inclina-se para coisas contrárias à vontade de Deus. Tiago e João, dois jovens adultos que pediram para estarem sentados ao lado de Jesus, não por desejarem estar perto do Senhor, mas por ser aquele um lugar de destaque.

O coração daqueles jovens discípulos revelou um desejo por fama e glória, que na verdade existe desde que o pecado contaminou o homem. Às vezes carregamos essas motivações erradas dentro de nós.

 

Esta cobiça pela glória de Deus surgiu primeiramente no coração de um dos seus anjos, o qual ultrajando a autoridade de Deus foi lançado fora da presença do Todo Poderoso, tornando-se o inimigo número um de Deus e de toda a criação. A partir de então este ser chamado Lúcifer passou a instigar o coração do homem com esta mesma sede de poder (que pode até manifestar-se na vida de filhos de Deus como Thiago e João).

 

Quando os discípulos mostraram-se interessados em glória, em posição de destaque, Jesus mostrou-lhes o caminho da cruz, da humilhação, do sofrimento, por amor deles e de toda a humanidade. Jesus veio ao mundo para remover a maldição gerada pelo pecado e o fez entregando-se a morte para que as conseqüências do pecado não mais nos atingissem. Por isso quando alguém crê que Jesus Cristo está vivo e o recebe como seu Senhor e salvador, seus pecados são perdoados, sua vida é salva e restaurada

 

Antes de conquistar tudo isso em nosso favor e ser glorificado como o Filho de Deus, Jesus precisou enfrentar a cruz oferecendo-se em sacrifício em favor de todos nós. O pedido de Thiago e João gerou uma polêmica entre os discípulos, mas Jesus ensinou a eles que no Reino de Deus para se ter autoridade e glória, deve fazer-se servo de todos. Isto pode ser aplicado em todas as áreas da vida e sempre trará bons resultados.

 

Vejamos alguns exemplos:

 

1.    No lar: Você que é homem precisa projetar em ser um bom marido que, com amor deve procurar satisfazer sua futura esposa atendendo-a em suas necessidades e sensibilidades, assim você será sempre respeitado e honrado como líder e será também servido por sua esposa com alegria.  Se você semear, sendo sensível, cuidando dela com amor, honra e respeito, colherá o mesmo dela e em abundância. Veja, para aquele que é solteiro e pensa em se casar, este conceito deve ser aplicado agora, se você não respeita, defrauda e não cuida agora, muito menos depois.

 

Você mulher que pretende ser uma boa esposa para ser feliz, precisa ter o alvo de estar amando, respeitando, honrando e servindo ao seu marido como companheira ao seu lado em tudo, assim você será sempre reconhecida e amada por ele e por seus filhos e estes filhos a verão como autoridade sobre eles. Você será sempre amada, valorizada e acatada pelo seu marido.  Se você é solteira deve traçar limites da Palavra de Deus no seu namoro a partir de agora, pois assim ele vai te respeitar e te honrar até o fim da vida.

 

Para você que é filho e ainda mora com os pais, mesmo no futuro depois de casado ainda deve honrá-los, mas muito mais agora. Você precisa estar obedecendo, honrando e servindo os seus pais, pois isso levará você a ser líder de êxito no reino de Deus e na sociedade, pois Deus derramará unção (capacitação) para sua liderança e te dará vida longa e prosperidade, essa á a primeira promessa a cada um de nós como filhos - Ef. 6:1-3). O que você faz agora refletirá no futuro.

 

2.     No reino de Deus, igreja:como cristãos precisamos servir a Deus com compromisso. É assim que seremos investidos da autoridade do Senhor, podendo assim exercer domínio sobre o mundo espiritual e físico como está escrito em Lucas 10:19: “Eis aí vos dei autoridade para pisardes em serpentes e escorpiões e sobre todo o poder do inimigo, e nada absolutamente vos causará dano”.

 

A Visão em que estamos vivendo hoje como Igreja, é uma visão de serviço onde cada discípulo deve buscar com humildade fazer bem aquilo que esta à sua mão para fazer. Quando um discípulo serve ao seu líder, é porque ele já está sendo servido por ele. Se alguém é discipulador, é porque está servindo seus discípulos, cuidando, ensinando, orientando, orando por eles, protegendo, abençoando, etc.

 

Quando um discípulo serve ao seu líder de coração, está servindo a Deus. O profeta Eliseu servia a Deus sendo servo de Elias seu discipulador. Não se importe em começar varrendo o ambiente da célula ou lavando a louça após o compartilhar do pão, arrumando as cadeiras, etc., pois estas pequenas tarefas, se feitas com alegria, alegram também o coração de Deus.

 

Somos uma igreja em células e esta visão abre horizontes para nós na vida espiritual, familiar, sentimental e até profissional, pois somos acompanhados, ministrados nas áreas em que precisamos vencer. Como discípulos ativos somos orientados e treinados para sermos líderes, tanto aqui como na vida secular.

 

O mundo ensina a agirmos de forma contraria a Deus, e isso nos leva a derrota e sofrimentos, mesmo que as pessoas não entendam nossa fé e retidão, como cristãos devemos prosseguir em fazer àquilo que sabemos  ser o certo e bom para nosso futuro. A Bíblia nos mostra que quando Davi foi ungido rei de Israel ele estava lavando o curral das ovelhas, servindo e obedecendo aos seus pais.

 

Há pessoas em geral que aspiram sempre os lugares altos apenas para serem vistos, desejam a liderança, mas não querem pagar o preço. Querem estar ministrando nos encontros, pregando na Igreja..., mas nunca são encontrados nos mutirões de trabalho, poucos cooperam financeiramente, estão sempre faltando nas reuniões de discipulado, principalmente se for de manhã, nunca os vemos se esforçando para ganhar e consolidar vidas, sempre tem uma justificação. No Reino de Deus quem quer a glória, quem quer crescer e prosperar, precisa primeiro tomar a sua cruz, como disse Jesus: “Quem não toma a sua cruz e vem após mim não é digno de mim”. Isso fala de servir, renunciar desejos da carne para agradar a Deus, liderar e vencer o maligno.

 

Atenção leia para toda a célula antes do compartilhar:

 

1.      Os doze da segunda geração estabelece a base para crescer e prosperar, são 288 discípulos/discipuladores, frutos fieis em aliança e compromisso para uma conquista de êxito, excelência e prosperidade. Somos e seremos uma igreja forte, pois na visão celular somos unidos para vencer! Amem?

2.      Formar os doze da terceira geração estabelece a multidão, são 3.456 filhos legítimos vivendo uma aliança pautada no amor e dedicação. Uma família, pais e filhos espirituais num processo de cura e restauração, conquistando novos territórios e se tornando vencedores e herdeiros do reino de Deus!

 

Se esforce, Deus e nós contamos com você!!! Amamos você! E muiiiito!!!

 

Compartilhar – faça os pequenos grupos ou as micro células:

1.      Como você se sente em relação a ser servo?

2.      Muitos dizem, eu sou servo de Deus, mas como seria isto na pratica?

3.      Como jovem e filho (a) marido ou esposa, você tem cumprido seu papel em servir...?

 

Aí está um grande segredo para que haja paz, harmonia e prosperidade na sua fé, família, ministério e profissão!